Raio:

MediCarrera

O seu nome é Cátia Cunha, tem 34 anos, é natural de Lisboa mas vive em Barcelona há cerca de 3 anos. É licenciada em Psicologia Social e das Organizações pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa.

Continuar a Ler »

Saúde – Administração Central do Sistema de Saúde, I. P.

Homologada a lista de classificação final dos candidatos do Júri n.º 13, da especialidade médica de Medicina Interna

Continuar a Ler »

Região Autónoma dos Açores – Secretaria Regional da Saúde – Direção Regional da Saúde – Unidade de Saúde da Ilha das Flores

Lista Final ao procedimento concursal para admissão a contrato em funções públicas por tempo indeterminado para um lugar da carreia de técnico de diagnóstico e terapêutica – área de terapia da fala

Continuar a Ler »

Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E. P. E.

Nomeação do cargo de chefia para quatro enfermeiros

Continuar a Ler »

CHVNG-SITE

Gaia assume obras de reabilitação orçadas em mais de 140 mil euros.

A Unidade Materno-Infantil do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE (CHVNG/E) vai sofrer obras de requalificação, orçadas em mais de 140 mil euros, um investimento assumido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

A requalificação, que terá a duração de cerca de três meses, será feita em parceria com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) que, por sua vez, tentará compartilhar os custos com a Câmara de Espinho, avançando mesmo sem a colaboração desta neste processo que designa como prioritário.

No próximo mês de setembro, o Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia garantiu que vai lançar o procedimento concursal.

Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE – http://www.chvng.pt/

san

Saiba como preparar uma sandes equilibrada nutricionalmente.

O Departamento de Alimentação e Nutrição (DAN) do Instituto Ricardo Jorge elaborou um artigo sobre como preparar uma sandes equilibrada nutricionalmente. “Vamos levar sandes para a praia” foi publicado dia 19 de julho no site Alimentação Saudável do Jumbo e resulta de uma pareceria editorial entre o instituto e o Grupo Auchan.

Numa altura em que se aproxima a época de férias para grande parte da população, os especialistas do DAN explicam que uma sandes equilibrada nutricionalmente deverá basear-se numa fonte de hidratos de carbono, proteínas, fibras, vitaminas e outros nutrientes. Mas é preciso também ter alguns cuidados no que respeita à componente de higiene e segurança alimentar, tanto durante a sua preparação e transporte, como no momento do consumo.

O artigo relembra, por exemplo, que se deve evitar, tanto quanto possível, a adição de maionese ou de outros molhos ricos em fontes de gordura e/ou de outros constituintes muito suscetíveis a alterações pelo calor. E que a sua inclusão, caso sejam utilizados, deverá acontecer apenas no momento de consumo.

O site do Programa de Alimentação Saudável visa transmitir, ao público digital em geral e em particular ao cliente Jumbo, um conjunto de mensagens formativas e de aconselhamento, que vão desde receitas saudáveis a sugestões e dicas de saúde e bem-estar. Os Hipermercados Jumbo desenvolvem, desde 2009, este programa de informação e sensibilização, com o objetivo de contribuir para incrementar o grau de conhecimento dos seus clientes em matéria de boas práticas de alimentação e nutrição.

card_hospital_medecina_280115

Aberto concurso para 736 postos de trabalho na área de saúde pública e hospitalar.

A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) anunciou a abertura de um concurso para o preenchimento de 736 postos de trabalho para a categoria de assistente, das áreas hospitalar e de saúde pública, através do Aviso n.º 9007-A/2016, publicado dia 19 de julho, em suplemento do Diário da República.

O concurso destina-se a recrutar pessoal médico para a categoria de assistente, das áreas hospitalar e de saúde pública, na carreira especial médica e carreira médica dos estabelecimentos de saúde com a natureza jurídica de entidade pública empresarial integrados no Serviço Nacional de Saúde.

O procedimento concursal está aberto pelo prazo de cinco dias úteis, a contar da data de publicação do aviso, dia 19 de julho. A candidatura deve ser efetuada online, através da plataforma disponibilizada para o efeito.

De acordo com o diploma, o prazo de cinco dias úteis previsto para apresentação das candidaturas “fundamenta-se na urgente contratação, como assistentes, dos médicos que sejam detentores do correspondente grau de especialista e preencham os requisitos subjetivos para se apresentarem a concurso, permitindo, assim, com a maior brevidade possível, colmatar as necessidades mais prioritárias dos serviços e estabelecimentos.”

Podem candidatar-se “os médicos detentores do grau de especialista na correspondente área profissional de especialização que, tendo realizado e concluído o internato médico, não sejam detentores de uma relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado previamente constituída com qualquer serviço, entidade ou organismo do Estado, incluindo do respetivo setor empresarial, e não se encontrem impedido de celebrar contrato de trabalho”, refere o aviso.

De acordo com Despacho n.º 8896-A/2016, de 11 de julho, do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, estão em falta, nos hospitais públicos do país, 736 especialistas, entre os quais se destacam os de medicina interna, os anestesiologistas e os psiquiatras, relativamente aos quais a tutela identificou, respetivamente, 129, 57 e 46 vagas a preencher urgentemente.

Segundo o levantamento efetuado, é no Centro Hospitalar do Algarve que mais se verifica falta de especialistas – um total de 51 -, para praticamente todas as especialidades.

No Algarve faltam médicos de anestesiologia, cardiologia, cirurgia geral, cirurgia plástica e reconstrutiva, cirurgia vascular, dermatovenereologia, gastrenterologia, ginecologia/obstetrícia, infeciologia, medicina física e reabilitação, medicina interna, nefrologia, neurologia, oftalmologia, oncologia, ortopedia, otorrinolaringologia, patologia clínica, pediatria, pneumologia, psiquiatria, radiologia e urologia.

A outra instituição hospitalar identificada com maior carência de médicos é o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde foram identificadas 37 vagas, para 28 especialidades, a preencher urgentemente.

Seguem-se o Centro Hospitalar de Leiria e o Hospital Espírito Santo de Évora, ambos com 31 vagas por preencher.

Os Centros Hospitalares de Vila Nova de Gaia/Espinho e de Entre o Douro e Vouga necessitam de 26 e 25 especialistas, respetivamente.

No Instituto Português de Oncologia foram contabilizados 26 especialistas em falta, a serem distribuídos por Lisboa, Porto e Coimbra.

Entre as especialidades com carência de médicos, a cardiologia pediátrica é a que menos falta tem, com apenas uma vaga aberta para o Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental.

A publicação deste despacho deverá ocorrer duas vezes por ano, em janeiro e em julho, nas épocas de avaliação final (normal e especial) do internato médico.

Administração Central do Sistema de Saúde, IP – http://www.acss.min-saude.pt/

Veja também:

Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, E. P. E.

Procedimento concursal comum para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de assistente hospitalar de urologia da carreira médica

Continuar a Ler »

premiohealthcare_270

Três projetos distinguidos. Hospital de Vila Franca de Xira vence prémio Healthcare Excellence.

Realizou-se, no dia 27 de junho, a terceira edição do Healthcare Excellence, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) em parceria com a biofarmacêutica AbbVie, que distinguiu os três melhores projetos de gestão hospitalar implementados durante o ano de 2015.

O Hospital de Vila Franca de Xira venceu o prémio Healthcare Excellence com o projeto “Capacitar para melhor cuidar”, no âmbito de uma iniciativa que prepara cuidadores para prestar cuidados ao domicílio a doentes em pós-operatório.

Desenvolvido desde agosto de 2015 na área da cirurgia ortopédica programada, o projeto tem por base uma consulta ativa na qual os profissionais de saúde identificam as necessidades de formação do familiar para prestar apoio à pessoa intervencionada, dando-lhe indicações práticas sobre como “vestir e despir, transferências, marcha e utilização de dispositivos auxiliares, utilização do sanitário, entre outras”, refere a enfermeira especialista do Hospital de Vila Franca de Xira Edite Ferreira.

Além deste projeto, foram distinguidos com menções honrosas o projeto ARPAT – Aplicação de Registo de Pedidos de Altas e Transferências, desenvolvido pelo Centro Hospitalar Lisboa Central, e o projeto Healthcare Insinght – Gestão por Objetivos, desenvolvido pelo Hospital Distrital da Figueira da Foz.

O primeiro consiste numa ferramenta informática implementada em janeiro de 2014 que tem como objetivo gerir os pedidos de transferências, altas, óbitos e emissão de etiquetas, entre as Unidades de Internamento e a Urgência Geral Polivalente. O projeto foi depois alargado às admissões urgentes e programadas, ao pré-registo da cirurgia e à gestão de camas.

Já a segunda menção honrosa, atribuída ao Hospital da Figueira da Foz, distinguiu um projeto-piloto em que, através da gestão por objetivos, aquela unidade revelou “impactos positivos ao nível da produtividade, eficiência, efetividade e qualidade dos cuidados prestados”, mediante processos de contratualização interna envolvendo os profissionais nos objetivos definidos pela gestão.

O primeiro prémio tem o valor pecuniário de 5 mil euros. A distinção para as duas menções honrosas pretende “incentivar o reconhecimento de projetos de qualidade e orientados para a melhoria do serviço aos utentes”, de acordo com o presidente da APAH, Alexandre Lourenço, durante a apresentação dos dez trabalhos finalistas.

Entre os finalistas estiveram projetos do Centro Hospitalar Barreiro Montijo, do Centro Hospitalar Lisboa Central, do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, do Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, do Hospital Distrital da Figueira da Foz, do Hospital Garcia de Orta, do Hospital Senhora da Oliveira de Guimarães e do Hospital de Vila Franca de Xira, o único com dois projetos selecionados.

In Portal da Saúde

alimentacaiosaudavel_270

Instituto Ricardo Jorge alerta para a importância de reforçar a hidratação no verão.

“Alimentação saudável em dias de sol” é o título do artigo elaborado pelo Departamento de Alimentação e Nutrição (DAN) do Instituto Ricardo Jorge e publicado na última edição da revista “PARA SI + Saúde e Bem estar”.

O texto destaca, por exemplo, a importância de se reforçar a hidratação no verão e moderar o consumo de bebidas com cafeína, além de sublinhar que a alimentação deve ser variada e incluir diariamente pequenas quantidades de vitaminas.
Sobre este aspeto em particular, o artigo do DAN lembra que no caso da vitamina D, que funciona como uma hormona que promove uma melhoria na absorção do cálcio, as suas fontes dietéticas são escassas, sendo por isso fundamental ter uma alimentação adequada. Dado que a exposição à luz solar possibilita ao organismo sintetizar a vitamina D, é aconselhável fazê-lo no mínimo por 10 minutos por dia, em horários em que a mesma não seja muito intensa.

“Alimentação saudável em dias de sol” recorda também que, nestes dias de sol, o calor promove o crescimento de microrganismos patogénicos e/ou a produção de toxinas no alimento, cuja ingestão pode provocar toxinfeções alimentares. Assim, para garantir a segurança dos alimentos, na compra, transporte, conservação, preparação, confeção e até ao momento do consumo, em casa, na praia ou no campo, é preciso ter em conta um conjunto de boas práticas.

A colaboração do Instituto Ricardo Jorge pode ser encontrada na página 46 desta revista distribuída em todos os supermercados e hipermercados do Grupo Auchan.

A revista “PARA SI + saúde e bem-estar” é distribuída em todos os supermercados e hipermercados do Grupo Auchan, bem como com os jornais “Diário de Notícias” e “Jornal de Notícias”.

Para saber mais, consulte:

Page 1 of 30112345Next ›Last »