Raio:

Resíduos de construção e demolição com amianto aumentam 20% em 2017


Colocado por | Maio 17, 2018 | Notícias

aa7d6480a5.jpeg

A quantidade de resíduos de construção e demolição com amianto aumentou em 2017 e a maior parte foi encaminhada para aterro, anunciou o Ministério do Ambiente.

Segundo apurou a agência Lusa, "regista-se um acréscimo (20%) nas quantidades de RCD [resíduos de construção e demolição] com amianto geradas (17.774,33 toneladas) comparativamente com 2016", avança o Ministério.

No ano passado, as ações relacionadas com a gestão deste tipo de resíduos, com amianto, envolveram 30 operadores de gestão de resíduos e 36 das suas instalações.

Segundo dados do Ministério do Ambiente, que coordena as medidas de identificação e remoção deste material em edifícios públicos, "74% dos RCD com amianto foram encaminhados para aterro, [em 2017], representando um acréscimo de 10% face ao ano anterior".

Ainda não está a ser organizada a avaliação da presença de amianto em edifícios privados, mas também de habitação, caso em que a responsabilidade pela identificação é dos proprietários.

A maior parte dos resíduos com amianto, uma substância cancerígena usada em edifícios e já proibida, gerados no ano passado têm origem no setor da construção, refere o Ministério, sem especificar o tipo de imóveis públicos objeto de intervenções.

Nas intervenções envolvendo os municípios, foram encaminhadas para operadores de gestão de resíduos 112,3 toneladas, ou seja, não ultrapassaram 0,4% do quantitativo global de RCD com amianto sujeitos a eliminação.

Os resíduos com amianto ficam em Portugal. Ao contrário, entraram em Portugal 512,6 toneladas de resíduos com amianto, "encaminhadas na sua globalidade, para eliminação em aterro de resíduos perigosos", segundo o Ministério do Ambiente.

Os partidos parlamentares, as associações ambientalistas e várias associações de pais têm insistido na necessidade de identificar os edifícios públicos com amianto com vista à retirada nos casos em que há degradação, e perigo da substância ser libertada para o ar.

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

62 total de vistas, 1 hoje