Raio:

Encontrada a cura para a constipação comum?


Colocado por | Maio 17, 2018 | Notícias

Uma equipa de investigadores desenvolveu uma molécula que consegue combater o vírus da constipação comum, evitando que este se apodere das células.

Num estudo conduzido por uma equipa de investigadores do Imperial College London, Inglaterra, a molécula que foi testada em células humanas demonstrou conseguir bloquear totalmente múltiplas estirpes do vírus da constipação. A equipa espera agora começar a testar a molécula em animais e mais tarde em humanos.

A constipação comum é causada por uma família de vírus com centenas de variantes, o que torna praticamente impossível conseguir imunidade ou vacinação contra todas essas estirpes. Esta tarefa é ainda dificultada pela rápida evolução dos vírus que facilmente ganham resistência contra os fármacos.

Sendo assim, os fármacos existentes tratam apenas os sintomas da infeção, como a febre, garganta inflamada e o “pingo” do nariz.

A molécula desenvolvida pelos investigadores atua sobre uma proteína presente nas células humanas conhecida como N-miristoiltransferase (NMT). Os vírus apoderam-se da NMT das células para construírem a cápside, ou o invólucro que vai proteger o genoma viral. Todas as estirpes do vírus necessitam desta proteína para proliferarem, sendo que a molécula deverá funcionar com todas.

Como a molécula atua sobre uma proteína humana e não sobre o próprio vírus, é pouco provável que se desenvolva resistência por parte do mesmo.

“A constipação comum é uma inconveniência para a maioria, mas pode causar complicações sérias em pessoas com doenças como asma ou DPOC [Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica]”, explicou Ed Tate, investigador que liderou este estudo. A equipa incluiu ainda Andy Bell, o inventor do famoso Viagra.

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

225 total de vistas, 1 hoje