Radius:

Adolescentes est√£o atualmente a crescer de forma mais lenta?


Posted by | September 21, 2017 | News

3534f33389.jpeg

Um novo estudo determinou que os adolescentes de hoje em dia estão a desenvolver-se de forma mais lenta do que os das décadas anteriores.

O estudo conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade do Estado de San Diego e da Escola Bryn Mawr, EUA, teve como base a análise da frequência dos jovens na prática de atividades consideradas como sendo de adultos como conduzir, consumir bebidas alcoólicas, trabalhar ou ter relações sexuais.

Para o estudo, a equipa contou com sete estudos de grandes dimensões que envolviam 8,3 milhões de adolescentes, entre os anos de 1976 e 2016. Os estudos refletiam e representavam a população adolescente dos EUA.

Além das atividades típicas de adultos, os investigadores analisaram também alterações nos tamanhos das famílias, esperança de vida, habilitações académicas e economia como fatores de influência na adoção de atividades típicas de adultos pelos adolescentes.

O estudo apurou que os adolescentes da década de 2010 são menos propensos a conduzir, trabalhar com remuneração, consumir bebidas alcoólicas, namorar, ter relações sexuais e sair sem os pais, do que os adolescentes das décadas anteriores. Esta tendência foi verificada em todos os grupos demográficos, independentemente do sexo, grupo étnico, estatuto socioeconómico, etc.

“A trajetória do desenvolvimento da adolescência desacelerou, com os adolescentes a crescerem mais lentamente do que costumavam”, disse Jean Twenge, docente de Psicologia na Universidade do Estado de San Diego e autora principal do estudo.

“Em termos de atividades típicas de adultos, os de 18 anos agora parecem-se com os de 15 anos de outrora”, acrescentou.

Segundo a equipa, esta tendência não pode ser explicada com o tempo passado a fazerem trabalhos de casa ou em atividades extracurriculares pois foi observado que os adolescentes passam atualmente menos tempo com esse tipo de atividades.

A superproteção parental poderá estar a contribuir para esta tendência, assim como o tempo passado pelos jovens na internet, admitem os investigadores.

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

146 total views, 3 today