Raio:

Campanha de sensibilização do Programa Nacional de Vacinação


Colocado por | Maio 17, 2018 | Notícias

b14377daf4.png

“Vale a pena vacinar!” este é o conceito que preside à campanha de sensibilização do Programa Nacional de Vacinação hoje apresentada pela Direção-Geral da Saúde com o objetivo reforçar a mensagem de que só a vacinação pode proteger contra doenças que podem conduzir a incapacidade para toda a vida ou mesmo à morte. 

“Não arrisque. Vacine-se a si e aos seus filhos” é o apelo lançado aos cidadãos, com a campanha que será lançada já a partir de amanhã, a recordar os efeitos de doenças como o tétano, a poliomielite, o sarampo e a tosse convulsa, que graças às vacinas estão controladas ou eliminadas. Além dos canais televisivos, RTP, SIC e TVI, esta campanha marcará a presença na imprensa online e mupi nas próximas duas semanas.

Recentemente publicado, o Boletim do Programa Nacional de Vacinação dava conta dos bons resultados alcançados em Portugal, em 2017, com elevadas coberturas vacinais (iguais ou superiores a 95% para as vacinas em geral e igual ou superior a 85% para a vacina HPV) fruto do compromisso e dedicação dos profissionais de saúde, bem como da forte adesão dos cidadãos ao PNV. De destacar ainda que cerca de 75% das grávidas foram vacinadas contra a tosse convulsa em 2017.

A vacinação deve ser entendida como um direito e um dever dos cidadãos, que devem participar ativamente na decisão de se vacinarem com a consciência que estão a defender a sua saúde, a Saúde Pública e a praticar um ato de cidadania.

A propósito da Semana Europeia da Vacinação, e dos atuais surtos de sarampo na Europa, a Organização Mundial da Saúde recordou que o preço a pagar pela não vacinação é visível, colocando a tónica nas desigualdades na cobertura vacinal, que são portas de entrada para doenças contagiosas, permitindo que se transmitam entre indivíduos não vacinados. 

Assim, não é demais lembrar que “As Vacinas salvam Vidas”.

A Direção-Geral da Saúde recomenda que se verifique o Boletim de Vacinas, que já está disponível na área do cidadão em sns.gov.pt e na App Mysns.

Fonte Original: Direção-Geral de Saúde

96 total de vistas, 1 hoje